sábado, 28 de abril de 2012

Últimos Momentos da Oficina de Formação na Arte de Contar Histórias


             Terminou ontem à tarde a Oficina de Formação na Arte de Contar Histórias, ministrado pela Arte-Educadora Gislayne Avelar Matos (http://www.gislaynematos.com.br/gislaynematos.html). Os participantes tiveram a oportunidade de ouvir e contar histórias em grupos, avaliar os trabalhos e  conhecer mais sobre a oralidade e seus recursos. A oficina fazia parte das atividades da Semana da Tradição Oral para Contadores e Escutadores de Histórias realizada pelo Centro de Multimeios da SEME no Centro Cultural Thaumaturgo Filho. O evento foi financiado pelo Prêmio Pontinho de Cultura do Governo Federal e contou com o apoio da Fundação Garibaldi Brasil, Fundação Elias Mansour e Biblioteca Pública Estadual.
             A experiência mostrou-se bastante positiva e certamente acontecerá de novo, além da aprendizagem coletiva e individual ficou o compromisso de manter viva a arte de contar histórias.

 
 
 

 
 
 Gislayne Matos usando seus sapatos de seringa 100% acreanos.
Contando Histórias...


 
 
 
 

 
 
 
 
 


 
 
 
Ouvindo Histórias...


 
 
 

 


Sorteio de Livros...


Entrega dos Certificados aos participantes da oficina

 
 Turma do Centro de Multimeios
 


sexta-feira, 27 de abril de 2012

Último dia da Semana de Tradição Oral

Palestra sobre a Tradição Oral Indígena
            O ciclo de palestras foi encerrado na manhã da última sexta-feira com a apresentação das Instituições de Cultura e Casas de Leitura presentes na Semana da Tradição Oral. Antes, a Comissão Pró-Índio expôs aspectos da oralidade indígena, assim como, costumes e histórias passadas através dos tempos.
             A participação do público nas palestras foi surpreendente, cerca de 48 pessoas prestigiaram o evento durante os quatro dias. Representantes das Casas de Leitura, Centro de Multimeios, Creches Municipais, Professores das Escolas Infantis, Secretaria Municipal de Educação, Fundações de Cultura, Agentes de Leitura da Biblioteca Estadual e Estudantes mostraram interesse pelos assuntos discutidos, provando assim, que vale apena investir na oralidade e nas tradições do povo acreano.


















Olha a Ciranda!











Apresentação dos Trabalhos Realizados pelas Casas de Leitura, Biblioteca Estadual e Centro de Multimeios