sexta-feira, 31 de julho de 2009

Reportagem sobre a Biblioteca Pública Municipal publicada no Portal Gabarito e Jornal do Estudante

Livros para todos na Biblioteca Municipal

ImprimirPDF

Multimeios_bibliotecaA comunidade de Rio Branco tem um espaço privilegiado para consulta de livros na Biblioteca Municipal, que oferece uma variedade de livros para pesquisa. Em fevereiro de 2009 a biblioteca foi revitalizada com a doação de 2 mil livros doados pelo Programa Mais Cultura do Governo Federal.

A responsável pela biblioteca, Tevelinda Lima, diz que o acesso à consulta é aberto ao público e a retirada de livros pode ser realizada desde que seja feito um cadastro de usuário A Biblioteca Municipal de Rio Branco atua com duas funcionárias, Ione Carvalho e Selma Marques. Para a pesquisa escolar, a biblioteca possui um acervo diversificado de livros que vão da História à Religião. "Aqui podem ser encontrados livros de Geografia, Educação, Literatura, Conhecimentos Gerais, Didática, Filosofia e Artes", destaca a coordenadora.

Tevelinda Lima diz que a Biblioteca Municipal, além de manter uma acervo para a pesquisa no Centro de Multimeios, desenvolve atividades direcionadas às escolas municipais, tanto da zona rural quanto da capital, através do Projeto Mala de Leitura. "Nas escolas da zona rural que não têm acervo, deixamos uma mala com 100 livros, que são trocados a cada três meses", diz Tevelinda.

Nas escolas da capital, as atividades desenvolvidas são de contação de estórias e brinquedos cantados. Nessas atividades as crianças interagem com a equipe do Centro de Multimeios através de show de talentos. A coordenadora diz que existe uma espécie de integração com as crianças. "Todas as atividades desenvolvidas por este projeto têm como tema o Sítio do Pica-Pau Amarelo, de Monteiro Lobato".

A escolha pelo tema, segundo a coordenadora, se deu por ser José Bento Renato Monteiro Lobato, um dos mais influentes escritores brasileiros do século XX e precursor da literatura infantil no Brasil, escrevendo textos para crianças e a população em geral, principalmente o Sítio do Pica-Pau Amarelo, onde inventou muitos personagens, como Emília, Narizinho, entre outros.

Biblioteca infantil é uma das atrações do Centro de Multimeios

Durante a visita das escolas ao Centro de Multimeios, onde funciona a Biblioteca Municipal, as crianças percorrem vários espaços dentre os quais a Biblioteca Infantil, com livros de estórias e gibis.

Além de ler os livros as crianças têm aulas de leitura e contação de estórias. A visita dirigida inclui, ainda, atividades na brinquedoteca, assistem filmes na sala de cinema e se divertem com jogos no Laboratório de Informática, onde muitos têm o primeiro contato com o computador.

O Centro de Multimeios foi criado na administração do então prefeito Jorge Viana e tem por objetivo promover o acesso aos bens culturais, direito de todo cidadão, através das linguagens literárias, artísticas e tecnológicas aos alunos da rede de ensino e comunidade em geral.

Atualmente o Centro de Multimeios é coordenado pela professora Marilia Bomfim e conta, para o desenvolvimento das atividades, de artistas e professores, que desenvolvem em dois turnos, projetos que ajudam a realizar o sonho das crianças que frequentam o espaço.


Texto Publicado em http://portalgabarito.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=356:livros-para-todos-na-biblioteca-municipal&catid=90:cadernoestudante&Itemid=352

Reportagem sobre o Projeto Brinquedoteca, publicada no Portal Gabarito e Jornal do Estudante

Brincando e aprendendo no Centro de Multimeios

ImprimirPDF

Centro_de_MultimeiosUm espaço onde a criança aprende a gostar de ler, brincando. É assim no Centro de Multimeios, um setor da Secretaria Municipal de Educação (Seme) onde são desenvolvidos projetos voltados de maneira geral, ao incentivo à leitura e a apreciação artística.

"Esta é a forma de tornar as vivências e as experiências escolares, ações prazerosas e estimulantes ao desenvolvimento do intelecto e da criatividade dos alunos e da comunidade em geral", diz a chefe da Divisão de Multimeios, Marília Bomfim Melo Gonçalves.

Segundo a professora, somente este ano já passaram pelo Centro de Multimeios mais de 900 crianças das escolas Bem-Te-Vi, Afonso Pinto, Alexandre Leitão, Ana Turan, Angelina Gonçalves, Luís de Carvalho Fontenelle, Cecília Meireles, Francisca Aragão, Carmelita Barbosa e Dom Giocondo Grotti. "A estimativa é de que, até o final do ano, sejam mais de cinco mil crianças", completa.Centro_de_Multimeios1

As atividades são direcionadas às escolas municipais, estendendo ainda às escolas estaduais gerenciadas pedagogicamente pela Seme, bem como atendendo a solicitações e parcerias com outros órgãos e entidades do município. "Vale ressaltar que todas as atividades fazem parte dos projetos de extensão da Biblioteca Municipal de Rio Branco que fica localizada nas dependências do Centro de Multimeios".

O Centro de Multimeios recebe, diariamente, 50 crianças dos níveis I e II da Educação Infantil, acompanhadas de suas professoras em transporte próprio do município. "Ao chegar ao Multimeios participam de recreação dirigida, brinquedos cantados e teatro de fantoche. As crianças assistem a filmes na sala de cinema, leem e ouvem histórias na biblioteca infantil, além de brincar com softwares educativos no Laboratório de Informática".

A equipe gestora do Centro de Multimeios conta ainda, com uma coordenadora Administrativa, Maria de Fátima Cavalcante, e uma coordenadora Pedagógica, Lusiane Silva.

Projetos estimulam leitura em escolas da rede municipal

Centro_de_Multimeios3Atualmente são desenvolvidos dois projetos dentro do Centro de Multimeios: a Brinquedoteca e o Mala de Leitura. O primeiro atenderá ao longo deste ano, alunos da Educação Infantil, com atividades desenvolvidas dentro do tema "Sítio do Pica-Pau Amarelo", de Monteiro Lobato. "A escolha pelo tema se deu por ser José Bento Renato Monteiro Lobato, um dos mais influentes escritores brasileiros do século XX. Precursor da literatura infantil no Brasil, escreveu textos para crianças e a população em geral, principalmente o Sítio do Pica-Pau Amarelo, onde inventou muitos personagens, como Emília, Narizinho, entre outros", destaca a chefe do Centro de Multimeios.

Nos livros infantis de Monteiro Lobato existe sempre a presença do contador de histórias, ora representado por Dona Benta, ora por tia Nastácia misturando erudito e popular, mostrando a importância destes para a formação cultural das crianças. Monteiro Lobato buscou até o fim da vida, alternativas concretas para tornar o Brasil um país desenvolvido e, sobretudo, leitor, a começar pelas crianças.

É assim no mundo encantado dos personagens de Monteiro Lobato que as crianças são recepcionadas no centro: um mundo de faz-de-conta, onde realidade e sonho não têm fronteiras definidas. Com aventuras divertidas, a equipe de professores do Centro de Multimeios ensina valores éticos, culturais, revelam o mundo rural, os problemas do dia-a-dia, e principalmente, despertam o censo crítico. "As obras de Lobato ensinam através de brincadeira", completa Marília Bomfim.

O outro é o Projeto Mala de Leitura que empresta 100 títulos da Literatura Infantil e orientações pedagógicas para as escolas da Zona Rural e Urbana que não possuem acervo suficiente. "As Malas de Leitura são trocadas de dois em dois meses em sistema de rodízio. No dia da entrega ou troca das malas nas escolas é realizado um show de brinquedos cantados e de contação de histórias". As histórias contadas às crianças fazem parte do acervo da Mala de Leitura que é deixada na escola, como forma de motivar as crianças a ler todos os demais livros e descobrir novas histórias.


Texto Publicado em: http://portalgabarito.com.br/index.php?ption=com_content&view=article&id=307:brincando-e-aprendendo-no-centro-de-multimeios&catid=90:cadernoestudante&Itemid=352