quarta-feira, 4 de março de 2009

Centro de Multimeios cria coral infantil municipal
Página 20 Rio Branco-AC, 29 de agosto de 2004
No pequeno, mas aconchegante palco do teatro Hélio Melo houve um espetáculo nesta sexta-feira que normalmente só se vê em grandes cidades européias: estréia de um afinadíssimo coral infantil que, ao final de cada apresentação de músicas e poemas com temas infantis, arrancou da platéia entusiasmados aplausos e até lágrimas pela puerilidade e encantamento.
Acompanhadas de violão e guitarra, as crianças entoaram músicas de domínio público e de autores como Ivan Lins, Gonzaguinha e Padre Zezinho.
O Coro Infantil Municipal Boca Pequena, cuja criação é resultante do projeto piloto A Música Como Caminho, é de iniciativa da professora Kelen Mendes, com apoio da também professora Marília Bonfim, ambas do Centro de Multimeios da Secretaria Municipal de Educação (Seme). “Tivemos total apoio da secretária Raimunda El-Shawwa para desenvolver esse projeto porque ela também acalentava, há bastante tempo, o sonho de fazer algo semelhante na Secretaria”, explica Kelen Pinto.
O coral é composto por 30 meninos e meninas de 3ª e 4ª séries do ensino fundamental da Padre Diogo Feijó, escola municipal que mantém larga tradição de desenvolvimento de atividades artísticas e culturais com seu alunado.
“Procuramos trabalhar e ‘brincar’ com a mensagem expressa na palavra escrita, através dos poemas musicados, e iniciar um processo de musicalização desenvolvendo gradualmente noções de ritmo, percepção auditiva, respiração e relaxamento. Antes da afinação propriamente dita, priorizamos o trabalho em grupo, a valorização individual de cada criança, buscando assim desenvolver variáveis de auto-estima, capacidade de concentração, criatividade e disciplina”, diz Kelen Mendes.
O Coral é um projeto que deverá ser estendido a todas unidades de ensino da Seme. “Ações como essas é que fazem a diferença na Educação municipal. Além de atividades educativas inseridas no currículo escolar, há a preocupação de se trabalhar também a arte e a cultura para tornar a escola pública mais atraente para a criança e, com isso, obter melhores resultados no processo ensino/aprendizagem. Não é prédio mais bonito e nem mais equipado que vai fazer a diferença na educação, e sim a qualidade do ensino que é oferecido”, diz Raimunda El-Shawwa, explicando que outro aspecto que faz a diferença na rede de ensino do Município é o envolvimento dos profissionais da Educação neste processo, neste caso, com destaque para as professoras Kelen Mendes e Marília Bonfim.
O Coro Infantil Municipal Boca Pequena volta a se apresentar no dia 15 de setembro, data que a Seme estará reinaugurando as obras de reforma da escola Chico Mendes, do bairro Santa Inês. Que a semente germine! (Cleber Borges)

Nenhum comentário:

Postar um comentário