terça-feira, 19 de abril de 2011

Hoje tem Ciranda de Leitura na Escola? TEM, SIM SENHOR !!!

Sabendo da importância de se criar estratégias capazes de inserir desde cedo a criança no contexto literário para que, de maneira prazerosa, ela adquira intimidade com o texto e consiga estabelecer um diálogo com o que ouve e com o que lê, o Centro de Multimeios - que tem como premissa o incentivo a leitura - sempre visita as escolas com diferentes atividades de leitura que vão desde contação de histórias e show de brinquedos cantados a apresentações teatrais. Acredita-se que, além das funções de entreter, sensibilizar e divertir, o teatro instiga questionamentos e estabelece novas leituras de mundo e, portanto, é um importante instrumento para a formação do cidadão.

Por isso, após o sucesso das apresentações teatrais “A Primavera da Lagarta” (2006), “O Livro da Alegria” (2007) e “Timóteo, o tatu poeta” (2008), a Ciranda de Leitura leva às escolas municipais de Rio Branco em 2011 o Espetáculo Teatral “Chapeuzinho Vermelho”, texto de João Braga (Braguinha) que acrescentou à narrativa ficcional do clássico infantil Chapeuzinho Vermelho rimas e cantigas folclóricas, deixando o enredo mais divertido para os públicos infantil e adulto.

Como as demais peças teatrais já citadas, o espetáculo tem a direção da atriz e arte-educadora Marília Bomfim, coordenadora do Centro de Multimeios desde 2004, que tem grande experiência no mundo teatral. O elenco é formado pelos atores Lázara Campos, Ione Soares, Francisco Oliveira (Tanaka) e Alexandre Anselmo, todos funcionários da Secretaria Municipal de Educação (SEME).

Também é importante mencionar que a confecção dos elementos necessários para a apresentação, como figurino, cenário e adereços foram todos produzidos pelos servidores do Centro de Multimeios que, mesmo envolvidos em outras atividades de leitura, sempre colaboram para que a Ciranda chegue às escolas com muita beleza e encantamento.

Em cena, o elenco de Chapeuzinho Vermelho canta, interpreta, dança e brinca de fazer teatro, mostrando ao público que - a partir da leitura - a história pode ganhar vida através da interpretação dos mais diferentes personagens. Há a presença do narrador que, de forma irreverente, conta a história utilizando o “repente”. Os personagens e seus papéis são definidos na presença dos alunos. O trabalho em conjunto mostra à platéia que o mais importante é participar, desmistificando qualquer tipo de preconceito com gênero, sexo ou idade em relação aos atores para serem os personagens da trama.


Fica mais uma vez o desejo do Multimeios de contribuir para a formação de leitores nas escolas, ampliar a percepção estética dos alunos, popularizar o teatro e mostrar que os conflitos presentes nas narrativas literárias não são tão diferentes dos problemas enfrentados no mundo real.

Para as escolas que ainda não assistiram ao espetáculo, pedimos paciência... logo chegaremos lá. Àquelas que já assistiram, fica o desafio de dramatizar outros clássicos da literatura infantil, como Os Três Porquinhos, Cinderela, A Branca de Neve...



















Um comentário:

  1. Parabéns multimeios! se destacando entre os demais, ou seja, aprendendo mais, facinando as crianças de nossas escolas municipais,as crianças agradecem pelo trabalho realizado. Parabéns pelo trabalho maravilhoso.

    Valcimar Sousa
    Rio Branco - Acre

    ResponderExcluir