segunda-feira, 1 de março de 2010

As Escolas da Rede Pública de Ensino visitam a Biblioteca Municipal no Centro de Multimeios


No último dia 22 de fevereiro iniciou-se o atendimento aos alunos da Educação Infantil com atividades de leitura no Centro de Multimeios. No ano passado, todas as atividades foram planejadas levando em consideração o Sítio do Pica-Pau Amarelo, obra de Monteiro Lobato.
O Projeto faz parte das ações da Biblioteca Pública Municipal, gerenciada pela Secretaria Municipal de Educação através do Centro Multimeios e tem como principal objetivo incentivar a leitura junto às crianças da Educação Infantil. Em 2010, todas as atividades foram planejadas levando em consideração a premissa de que “brincadeira é coisa séria” e, para isso, o Centro recebeu nova pintura e organização dos espaços para apresentar às crianças brincadeiras antigas e divertidas da nossa infância que ficaram para trás. Esse resgate é essencial para mostrar que existem formas diferentes de brincar e de trazer mais alegria à vida. Junto aos brinquedos de ontem estão os brinquedos de hoje, que são preferidos pela garotada, - jogos interativos no computador e brinquedos industrializados. Assim, a criança pode perceber a diferença entre o brincar solitário e o brincar em conjunto. A grande surpresa é que a criança aprende que ler também pode ser tão prazeroso quanto brincar e que a brincadeira também é um tipo de leitura da vida em sociedade.


Bitkids - Brincadeira de Criança

Brincar de cabra-cega
E Rodar pião
Brincar de pega
e jogar botão
Correr atrás da bola
Brincar de esconder
Você me pega
Quando eu achar você

(...)
Vem brincar, vém
Vem que eu quero te ensinar (2x)

Pular amarelinha
E Passar anel
Soltar um papagaio
Pelo céu
Jogar bola de gude
Chapéu de papel
O Soldadinho
Vai marchando no quartel

No computador e no videogame
Sou o rei
Jogo futebol, toco rock and roll
E aprendo minha lição


Soprar no canudinho
Bola de sabão
De bicicleta
Andar no quarteirão
Brincar de roda
(Passa) passa, gavião
Mas não esqueça
De fazer sua lição

No computador e no videogame
Sou o rei
Jogo futebol, toco rock and roll
E aprendo minha lição

Brincar de cabra-cega
E Rodar pião
Brincar de pega
e jogar botão
Correr atrás da bola
Brincar de esconder
Você me pega
Quando eu achar você

Esta letra foi retirada do site http://www.letrasdemusicas.com.br/

Aprecie as Imagens!
Chegada das Crianças da Educação Infantil à Biblioteca Municipal - Centro de Multimeios:

Recreação: Brincadeiras e Cantigas de Roda


Leitura no Espaço Infantil da Biblioteca

Viajar pela leitura

Viajar pela leitura
sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
quem gosta de ler.
Experimente!
Assim sem compromisso,
você vai me entender.
Mergulhe de cabeça
na imaginação!
Clarice Pacheco

Conversando com a Mariazinha (Boneca/Fantoche)




Interação com jogos educativos no Laboratórios de Informática
Conhecendo o Multimeios!


Hora do Lanche!
Lendo um pouco mais sobre as brincadeiras de antigamente...

Cantigas de roda, cirandas ou brincadeiras de roda são brincadeiras infantis, onde tipicamente as crianças formam uma roda de mãos dadas e cantam melodias folclóricas, podendo executar ou não coreografias acerca da letra da música.

São uma grande expressão folclórica, e acredita-se que pode ter origem em músicas modificadas de um autor popular ou nascido anonimamente na população. São melodias simples, tonais, com âmbito geralmente de uma oitava e sem modulações. O compasso mais utilizado é o binário, porém não raramente também o ternário e o quaternário. Entre as cantigas de roda mais conhecidas estão Roda pião, Escravos de Jó, Rosa juvenil, Sapo Cururu, O cravo e a rosa e Atirei o pau no gato.

Cantigas de Roda são um tipo de canção popular relacionada às brincadeiras de roda. Nesse sentido carregam uma melodia de ritmo limpo e rápido, favorecendo a imediata assimilação. Estão incluídas nas tradições orais em inúmeras culturas.

No Brasil, fazem parte do folclore brasileiro, incorporando elementos das culturas africana, européia (principalmente portuguesa e espanhola) e indígena. Na matriz cultural brasileira têm uma característica interessante, que é a autoria coletiva (ou anônima) pelo fato de serem passadas de geração à geração.

Atreladas ao ato de brincar, consistem em formar um grupo com várias crianças (ou adultos), dar as mãos e cantar uma música com características próprias, com melodia e ritmo equivalentes à cultura local, letras de fácil compreensão, temas referentes à realidade da criança ou ao seu imaginário, e geralmente com coreografias. As cantigas hoje conhecidas no Brasil têm origem européia, mais especificamente em Portugal e Espanha.

As cantigas de roda são de extrema importância para a cultura de um país. Através delas dá-se a conhecer costumes, o cotidiano das pessoas, festas típicas do local, comidas, brincadeiras, paisagem, crenças.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cantiga_de_roda


Antigamente as crianças não tinham tantos brinquedos como as de hoje e, por isso, tinham que usar mais a criatividade para criá-los.

Usavam tocos de madeira, pedrinhas, legumes e palitos para fazer animais, além das brincadeiras como amarelinha, cinco Marias, bolinha de gude, cantigas de roda, passa anel, roda pião, empinar pipa dentre várias outras e assim, se divertiram por décadas e décadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário